Governança corporativa

Conheça as iniciativas, projetos e atividades que contribuíram para o fortalecimento da nossa governança em 2020.

Governança corporativa
Governança corporativa
Tema

Como estamos estruturados

Conheça as iniciativas, projetos e atividades que contribuíram para o fortalecimento da nossa governança em 2020.

Os principais órgãos de governança da Klabin, que atuam em sinergia para o alcance dos objetivos econômicos, sociais e ambientais da Companhia, são a Assembleia Geral de Acionistas, o Conselho de Administração e a Diretoria.

A Klabin também conta com Comissões Fixas de Assessoria da Diretoria, divididas por temas, e cujas atribuições são a discussão, o planejamento e a validação das estratégias de apoio aos negócios. Elas acompanham o ciclo de crescimento da Companhia, monitoram o aperfeiçoamento de sua eficiência operacional e contribuem com o mapeamento de oportunidades de negócios.

Em dezembro de 2020, a estrutura de governança foi reforçada com a criação de três comitês de assessoramento do Conselho de Administração – Comitê de Auditoria e Partes Relacionadas, Comitê de Sustentabilidade e Comitê de Remuneração – e com a eleição de seus membros.

Os conselheiros reúnem-se bimestralmente para a avaliação de resultados e para a discussão de estratégias e, em caráter extraordinário, para debater e aprovar temas relevantes que demandem rápida apreciação do Conselho de Administração.

Estrutura conceitual de gestão de riscos e controles internos

As práticas de gestão de riscos e controles internos da Companhia envolvem toda sua estrutura normativa, alçadas de aprovação, indicadores de riscos relevantes, mapeamento de processos baseados em relatórios financeiros e controles-chave das áreas, além de avaliações de integridade, análises de segurança de acessos contra potenciais ataques virtuais, análises de acessos às transações operacionais do sistema SAP e análises de conflitos de segregações de funções.

Devido à sua estrutura vertical de negócios, os riscos chamados operacionais no processo produtivo e os riscos corporativos representam parte daqueles permanentemente no radar de monitoramento da Companhia. Tais riscos são, comumente, associados aos seguintes fatores:

  • Utilização de químicos na produção;
  • Armazenamento e descarte de resíduos químicos;
  • Explosões, incêndios, desgastes decorrentes do tempo e da exposição às intempéries e desastres naturais;
  • Potenciais falhas mecânicas, tempo necessário para manutenção ou reparos não programados, interrupções no transporte, correções, vazamento de produtos químicos e outros riscos ambientais.

Em 2020, avançamos no tema com a aprovação pelo Conselho de Administração dos riscos de negócio (operacionais e corporativos) prioritários para a Klabin.

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-18, 102-19, 102-20, 102-22, 102-23, 102-24, 102-26, 102-27 e 102-28.

Conselho e Diretoria

Conselho de administração – membros efetivos (2021)

Israel Klabin, Daniel Miguel Klabin, Armando Klabin, Vera Lafer, Francisco Lafer Pati, Horacio Lafer Piva, Paulo Sergio Coutinho Galvão Filho, Roberto Klabin Martins Xavier, Celso Lafer, Roberto Luiz Leme Klabin, Sérgio Francisco Monteiro de Carvalho Guimarães, Camilo Marcantonio Junior, Mauro Rodrigues da Cunha.

Conselho fiscal – membros efetivos (2021)

João Adamo Junior, João Alfredo Dias Lins, Raul Ricardo Paciello, Maurício Aquino Hallewicz, Louise Barsi.

Membros dos comitês de assessoramento do conselho

Comitê de Auditoria e partes relacionadas: Amanda Klabin Tkacz, Pedro Guilherme Zan, Luis Eduardo Pereira de Carvalho.

Comitê de Remuneração: Horácio Lafer Piva, Francisco Amaury Olsen, Luis Fernando Giorgi.

Comitê de Sustentabilidade: Israel Klabin, Roberto Luiz Leme Klabin, Reinoldo Poernbacher.

Diretoria estatutária (2021)

Cristiano Teixeira – Diretor-geral; 

Marcos Paulo Conde Ivo – Diretor Financeiro e de Relações com Investidores;

Francisco César Razzolini – Diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade e Projetos; 

Flávio Deganutti – Diretor do Negócio de Papéis.

Diretoria não estatutária (2021)

Douglas Dalmasi – Diretor de Embalagens; 

Gabriella Michelucci – Diretora de Papelão Ondulado; 

José Totti – Diretor Florestal; 

José Soares – Diretor Comercial de Papéis; 

Ana Cristina Barcellos Rodrigues – Diretora de Gente e Gestão; 

Fábio Medeiros – Diretor Jurídico, Integridade e Gestão de Riscos; 

Sandro Ávila – Diretor de Planejamento Operacional, Logística e Suprimentos;

Alexandre Nicolini – Diretor do Negócio Celulose.

Veja no site de Relações com Investidores o currículo dos integrantes do Conselho e da Diretoria.

Principais práticas adotadas

Informações detalhadas sobre composição dos órgãos de governança, atribuições e outras práticas de governança corporativa adotadas pela Klabin podem ser acessadas no site de Relações com Investidores: https://ri.klabin.com.br/.

*As demonstrações financeiras de 2020 da Klabin podem ser acessadas pelo link: https://api.mziq.com/mzfilemanager/v2/d/1c41fa99-efe7-4e72-81dd-5b571f5aa376/06d70c1d-68a5-32c0-af80-2d983444971c?origin=1

Políticas financeiras

Em 2020, foram aprovadas e publicadas duas políticas financeiras – de endividamento financeiro e de proventos –, conferindo ainda mais transparência à governança corporativa da Klabin. 

Extinção do pagamento de royalties pelas marcas Klabin

Em novembro de 2020, registramos um importante marco: a aprovação, em Assembleia Geral Extraordinária de acionistas, da incorporação da Sociedade Geral de Marcas Ltda. (Sogemar). Com isso, a Klabin S.A. passou a ser detentora das marcas e do patronímico Klabin, com a consequente extinção do pagamento de royalties.

A operação representa mais uma evolução no aprimoramento das práticas de governança corporativa pelo término da última transação entre partes relacionadas relevantes.

A condução do processo foi alinhada à recomendação emitida por grupo de trabalho constituído apenas por conselheiros independentes, que não detinham participação direta ou indireta na Sogemar, com avaliações independentes e publicidade das informações para a devida apreciação dos acionistas minoritários. 

Novo canal de relacionamento com o investidor

Diante do crescente aumento de investidores pessoa física na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), já percebido também em nossa base de acionistas desde 2019, criamos o Klabin Invest, uma plataforma exclusiva de conteúdos em vídeos e podcasts, voltada para investidores, com informações sobre o desempenho da Companhia, inovação, sustentabilidade e temas de interesse do mercado financeiro. 

Site oficial de Relação com Investidores

Klabin Invest no Youtube

Klabin Invest no Spotify

Klabin Invest*

  • + de 10 mil visualizações no primeiro vídeo no Youtube.
  • Mais de 13 milhões de pessoas impactadas com a iniciativa nas redes sociais.
  • Primeira comunicação em formato de podcast da Companhia, na plataforma Spotify, e também no Youtube.

*Medição de 30/11/2020 a 28/2/2021

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-40, 102-42, 102-43, 102-44 e outros relacionados a engajamento de stakeholders.

Gestão de riscos

Nossa proposta de valor para a gestão de riscos – um dos objetivos da Agenda Klabin 2030 e tema material da empresa – é manter atuação e operação responsáveis, o que implica o comprometimento de nosso time em todos os níveis para agir de maneira responsiva e participativa nos processos de decisão. 

A Política de Gestão de Riscos, aprovada pelo Conselho de Administração, tem como princípio o alinhamento dos objetivos estratégicos da Companhia e sua estrutura com as melhores práticas do mercado.

A Política de Gestão de Riscos orienta nossa atuação a fim de possibilitar, com razoável garantia, o cumprimento dos objetivos estabelecidos, uma vez que incertezas e eventos futuros não podem ser previstos ou mensurados com exatidão e podem impactar as atividades e a perpetuidade dos negócios. 

Em 2020, a Política foi revisada e aprovada pela comissão interna de Gestão de Riscos e Diretoria. Adicionalmente, adotamos, para a gestão dos riscos, uma série de ações e procedimentos, de forma a mitigar os eventuais riscos aos quais a empresa está exposta. Na Klabin, classificamos os riscos em cinco categorias: estratégicos; financeiros; operacionais; compliance, regulatórios e legais; socioambientais.

Impacto nos negócios

Nossa capacidade de implementar uma estratégia de negócio e de manter a estabilidade dos resultados operacionais e da taxa de crescimento depende de uma série de fatores, entre os quais a habilidade de manter clientes atuais e atrair novos, bem como a de estabelecer e manter parcerias, a de contratar e reter pessoas capacitadas, e a de aumentar a atuação em mercados existentes e expandi-la para novos mercados.

A perda, ainda que temporária, de quaisquer dessas habilidades e a eventual incapacidade de equacionar riscos, incertezas e problemas podem limitar nossa condição de executar integralmente a estratégia de negócio e afetar nossa capacidade de concorrer efetivamente no mercado, produzindo efeitos negativos em nossos resultados operacionais.

O alto grau de dependência das áreas próprias de plantio para o fornecimento de madeira, essencial para nossos processos de produção, por exemplo, representa risco significativo para a Companhia, já que qualquer dano efetivo sobre essas áreas pode afetar os resultados operacionais na cadeia de valor. Saiba mais em Parceiros para o fornecimento de madeira.

Desde 2020, passamos a conviver com um novo fator de risco representado pela pandemia do novo coronavírus. Embora não se saiba precisamente qual será o impacto do surto global da Covid-19, em longo prazo, é correto afirmar que medidas instaladas para reduzir a propagação do vírus afetaram, entre outros aspectos, a força de trabalho, a capacidade financeira dos consumidores e os mercados financeiros globais.

Saiba mais sobre nossas ações no enfrentamento da pandemia no capítulo Covid-19.

Em 2020, avançamos na elaboração dos planos de continuidade de negócios nas Unidades Jundiaí (SP) e Correia Pinto (SC) e reformulamos a Política de Gestão de Crises.

Critérios de avaliação e tratativas

Os riscos na Klabin são avaliados de acordo com seu nível de criticidade, que é definido com base em dois aspectos: impacto e vulnerabilidade. Os níveis de cada risco são definidos segundo critérios objetivos, padronizados e validados internamente. As tratativas para os riscos poderão ser as seguintes: reduzir, transferir e/ou compartilhar, reter ou aceitar ou explorar.

Mapeamento de riscos

  • Identificação: identificar os riscos e compreender as suas características.
  • Análise: avaliar a criticidade dos riscos, com base no respectivo grau de impacto e vulnerabilidade.
  • Tratamento: decidir como lidar com cada risco de modo a estruturar planos de ação.
  • Monitoramento: acompanhar e revisão dos riscos e planos de ação. Definição de indicadores.
  • Plano de contingência: elaborar Planos de Contingência e Gestão de Crise.

Riscos cibernéticos

O modelo de proteção adotado pela Klabin leva em consideração, também, potenciais ofensores à segurança cibernética, quais sejam:

  • Insiders: funcionários, prestadores de serviço etc., seja por uso indevido acidental ou deliberado.
  • Concorrente desleal de negócios e serviços de inteligência: interessados em obter uma vantagem econômica para suas empresas ou países.
  • Ciber-criminoso e Crime organizado: interessados em ganhar dinheiro com fraudes ou com a venda de informações valiosas e o sequestro de dados (ramsonware).
  • Hacktivistas: pessoas que têm uma causa para lutar, como motivos políticos ou ideológicos.

Veja nossos instrumentos de proteção à segurança da informação em Segurança da informação.

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-11, 102-15, 102-19, 102-20, 102-30 e outros relacionados ao tema material Gestão de riscos.

Ética e integridade

Garantir retidão e transparência no relacionamento com os stakeholders, protegendo liberdades fundamentais, em conformidade com a legislação nacional e com os acordos internacionais, é nossa proposta de valor à sociedade relacionada à Ética e Integridade. O tema integra a Agenda Klabin 2030.

Nosso Programa de Integridade é a principal plataforma para a gestão de questões de natureza ética na Companhia. Alinhado à Agenda Klabin 2030, ele tem o suporte de instrumentos, como o Código de Conduta, o Manual Anticorrupção, treinamentos de Integridade, plano de comunicação para fortalecimento da cultura de Integridade, matriz de riscos, avaliação reputacional de terceiros e o Canal de Integridade e Ouvidoria. 

Em consonância com as melhores práticas de mercado, o Programa busca promover os princípios e valores apresentados em nosso Código de Conduta, além do atendimento aos requisitos das legislações anticorrupção e concorrencial. O Programa possui pilares definidos para prevenção, detecção e remediação de ações que possam infringir as diretrizes do Código de Conduta e as legislações vigentes.

Suas atividades são continuamente aprimoradas, considerando os riscos de integridade identificados e as demandas do próprio crescimento e fortalecimento dessa cultura na Companhia.

Em 2020, a Klabin aprovou a Política de Integridade, que formaliza e consolida diretrizes e responsabilidades e assegura a implantação do seu Programa de Integridade.

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-16, 102-17, 205-1, 205-2, 205-3 e outros relacionados ao tema material Conduta ética e integridade.

Atualização do Código de Conduta

Em 2020, demos início à revisão do Código de Conduta, com o objetivo de promover maior aderência a novas legislações e a diretrizes internas e também aos novos temas que passaram a ser debatidos no ambiente corporativo e no setor. Dessa forma, atualizamos nosso posicionamento ajustando-o à nossa agenda estratégica de sustentabilidade.

O trabalho – ainda em andamento por ocasião do fechamento deste relatório – é conduzido por consultoria externa e envolve a participação colaborativa da Diretoria e de várias áreas da Klabin, que agregam ao documento sua visão e vivências nos relacionamentos e em situações diversas no âmbito corporativo. 

Treinamentos e conscientização

Continuamente promovemos treinamentos para os nossos colaboradores a fim de prevenir violações e comportamentos que contrariem os valores da Klabin. Em 2020, os temas Anticorrupção e Concorrencial foram foco dos treinamentos do Programa de Integridade, realizados por meio de webinários e sessões gravadas em portal interno, direcionados principalmente à gestão da Companhia.

Também foram disponibilizados de maneira ampla os e-learnings Anticorrupção, Ética e Código de Conduta. Em 2020, a Klabin realizou ainda a 5ª Semana da Ética, evento anual voltado para a sensibilização e a reflexão sobre ética e integridade.

  • 100% dos colaboradores da área comercial participaram de treinamento sobre o tema Concorrencial em 2020. 
  • 5ª Semana da Ética, realizada on-line, trouxe reflexões sobre os valores da Klabin e atitudes dentro e fora da empresa.
  • Mais de 3.000 pessoas participaram do evento on-line, que contou com palestras, jogos e outras ações de engajamento nas redes sociais.

Canal de denúncias

Administrado por empresa terceirizada independente, o Canal de Integridade e Ouvidoria da Klabin está sob gestão da área de Integridade e conta também com a ação conjunta da Auditoria Interna para apuração de temas específicos reportados. 

2020 foi o primeiro ano de funcionamento pleno do Canal de Integridade e Ouvidoria da Klabin, neste modelo administrado por empresa terceirizada e independente, o que aprimorou o recebimento, a classificação, o tratamento e a apuração de manifestações. 

A Comissão de Integridade, composta de diretores e colaboradores das áreas de Auditoria Interna e Integridade, reúne-se periodicamente para acompanhamento, tratativa e deliberação, quando necessário, dos assuntos decorrentes de denúncias e demais temas correlacionados.

O acesso pode ser feito pelo endereço https://www.canalconfidencial.com.br/klabin/ ou pelo telefone 0800-718-7814, com garantia de sigilo das informações e da identidade do manifestante, tratamento adequado e livre de conflito de interesses.

No Painel ASG, veja indicadores do canal de denúncias.

Compromisso com a geração de valor

A participação voluntária em iniciativas externas reforça o compromisso da Klabin com a atuação orientada para o desenvolvimento sustentável. Ao Pacto Global, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Carbon Disclosure Project (CDP) – alguns dos compromissos públicos com os quais nos engajamos há anos – somaram-se recentemente novas iniciativas, entre as quais o TCFD Supporter, que, reconhecidas em todo o mundo, representam um grande passo rumo ao nosso propósito de contribuir para a construção de um futuro renovável.

No Painel ASG, veja indicador GRI 102-12.

Pacto Global, desde 2003
Mobilização internacional de empresas em apoio à Organização das Nações Unidas (ONU) na promoção de dez princípios que reúnem valores fundamentais nas áreas de meio ambiente, direitos humanos e trabalhistas e de combate à corrupção. O Pacto Global é uma contribuição voluntária das empresas para a busca de uma economia global mais sustentável e inclusiva. Saiba mais em http://omundoquequeremos.org. Acompanhe nossa prestação de contas no Painel ASG.

TCFD, desde agosto de 2020

A Klabin se tornou TCFD Supporter em agosto de 2020. A TCFD (sigla em inglês para Força-Tarefa para Divulgações Financeiras Relacionadas ao Clima) é um conjunto de recomendações desenvolvido pelo Financial Stability Board (FSB) para que as empresas incorporem em suas estratégias e nas divulgações financeiras os riscos e as oportunidades relacionados ao clima. Veja nossos indicadores no Painel ASG.

Sustainability Accounting Standards Board (SASB), desde 2020 

O SASB é um conjunto de padrões para ajudar na identificação, gerenciamento e relato dos temas de sustentabilidade da organização, passando por questões ambientais, sociais e de governança que podem influir em seu desempenho financeiro. Seu público principal são as grandes empresas e os investidores. Veja Painel ASG.

Carbon Disclosure Project (CDP), desde 2006

Iniciativa mundial para facilitar o diálogo entre investidores e empresas que procuram minimizar os impactos ambientais de seus negócios diante das mudanças climáticas. Em 2020, figuramos, pela terceira vez consecutiva, no Nível de Liderança do CDP, nas categorias gestão global de florestas, mudanças climáticas e recursos hídricos, sendo a única empresa brasileira classificada nesse nível nas três categorias, de uma lista formada por 313 companhias de todo o mundo. Veja nossos indicadores no Painel ASG.

EcoVadis, desde 2019

A Klabin é a primeira empresa brasileira a implementar a metodologia Ecovadis para avaliar a sua cadeia de fornecedores. Essa plataforma é provedora mundial de classificações de sustentabilidade empresarial. Em 2020, a Klabin conquistou, como fornecedora, a categoria Platinum na Avaliação de Responsabilidade Corporativa da EcoVadis, integrando o seleto grupo de 1% de empresas com o melhor desempenho no setor de Papel e Celulose do mundo. São analisados temas, como práticas trabalhistas e direitos humanos, meio ambiente, ética e compras sustentáveis.

Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção, desde 2013

Somos signatários do Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção, proposto pelo Instituto Ethos. O Pacto tem como objetivo combater a corrupção e promover negócios mais éticos e honestos.

Princípio de Empoderamento das Mulheres, desde 2018

Somos signatários do Princípio de Empoderamento das Mulheres (WEP, na sigla em inglês), iniciativa da ONU. O WEP é um conjunto de considerações que ajuda as empresas a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres.

Iniciativas Empresariais FGVces

Rede coordenada desde 2010 pelo FGVces, que reúne empresas interessadas em acessar e produzir conhecimento e trocar experiências sobre avanços e desafios da gestão empresarial para sustentabilidade. Promove o diálogo, o estudo e a cocriação de propostas, metodologias e ferramentas.

Diálogo Florestal, desde 2019

O Diálogo Florestal é uma iniciativa inédita e independente, que facilita a interação entre representantes de empresas do setor de base florestal, organizações ambientalistas e movimentos sociais com o objetivo de construir uma visão e um compromisso para ambos. Para isso, promove ações efetivas associadas à produção florestal, além de ampliar a escala dos esforços de conservação e restauração do meio ambiente, gerando benefícios para os participantes do Diálogo e para a sociedade em geral. A Klabin participa do Diálogo Florestal Brasileiro, desde 2009, como membro do Conselho de Coordenação, e do Diálogo Florestal Internacional (TFD – The Forest Dialogue), desde 2014, em que ocupa, atualmente, a coliderança do Sterring Committe.

Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, desde 2013

Lançado em 2005, reúne empresas brasileiras e multinacionais que assumiram o compromisso de não negociar com quem explora o trabalho escravo. Além de restringir economicamente os empregadores que cometem esse crime, o Pacto prevê a promoção do trabalho decente, a integração social dos trabalhadores em situação de vulnerabilidade e o combate ao aliciamento. As empresas signatárias da iniciativa participam do processo de monitoramento do Pacto e têm o compromisso de tornar públicos os resultados de seus esforços para banir o trabalho escravo.

Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, desde 2015 

Movimento multisetorial, com mais de 250 organizações, que discutem abordagens sobre os efeitos das mudanças climáticas e formas de atuação que contribuam com a formulação de políticas públicas voltadas ao tema. Entre seus integrantes estão as entidades que lideram o agronegócio no Brasil, as principais organizações civis da área de meio ambiente e clima, representantes de peso do meio acadêmico, associações setoriais e companhias líderes nas áreas de madeira, cosméticos, siderurgia, papel e celulose etc.

Capitalismo Consciente, desde 2020

O Capitalismo Consciente é um movimento global que nasceu nos Estados Unidos. O Instituto tem o objetivo de sensibilizar líderes de empresas para tomadas de decisões estratégicas mais conscientes e conta com o esforço de diferentes setores para transformar o jeito de fazer investimentos e negócios no Brasil. As empresas se associam voluntariamente ao movimento.

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), desde 2014

Criado em dezembro de 2005 pela então BM&FBovespa, atual B3, o índice busca avaliar de forma integrada os diferentes aspectos da sustentabilidade. Seu objetivo é atuar como indutor de boas práticas no meio empresarial brasileiro. As empresas são selecionadas com base em critérios estabelecidos pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV). A Klabin integra o ISE com nível 2 de governança.

Novo Índice S&P/B3 Brasil ESG, desde 2020

A Klabin está entre as 10 primeiras companhias brasileiras que compõem a carteira do S&P/B3 Brasil ESG. O novo indexador da B3 e do S&P Dow Jones inclui empresas com as melhores práticas socioambientais e de governança que aderiram ao Pacto Global da ONU.

WWF

Pela quarta vez consecutiva, a Klabin integra o índice de performance ambiental Environmental Paper Company Index 2019 (EPCI) –, realizado a cada dois anos pelo WWF (World Wide Fund for Nature ou Fundo Mundial para a Natureza). Alcançamos 90,5% de pontuação na categoria Embalagem, aumento de 8,9 pontos percentuais no índice geral em relação ao estudo anterior, divulgado em 2017. Ao todo, foram analisadas 30 empresas do setor, que, juntas, representam 18% da produção total de papel e celulose do mundo.

Reconhecimentos

Um dos principais reconhecimentos conquistados pela Klabin em 2020, fruto de anos de um trabalho pioneiro e dedicado, foi o convite para integrar o grupo COP26 Business Leaders nos debates de preparação para a próxima Conferência Climática da ONU, a COP26, a ser realizada na Escócia, em novembro de 2021.

Somos a única Companhia brasileira convidada a integrar o grupo COP26 Business Leaders, que, formado por dez executivos da iniciativa privada, é responsável por difundir as metas da economia de baixo carbono na América Latina.

Outra conquista que nos encheu de orgulho em 2020 foi o fato de termos passado a integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI na sigla em inglês) em duas carteiras: Índice Mundial e Índice de Mercados Emergentes. O índice destaca as empresas líderes mundiais em desempenho econômico, práticas de governança e atuação socioambiental.

Somos a única indústria brasileira a estar na carteira mundial do Índice Dow Jones de Sustentabilidade, o que nos posiciona como uma das empresas mais sustentáveis do mundo.

Também fomos listados no The Sustainability Yearbook 2021, da S&P Global, uma das maiores organizações de análise financeira do mundo. Foram avaliados os dados ASG de mais de 7.000 empresas, tendo a Klabin ficado entre as 15% mais sustentáveis do segmento de embalagens de papel. 

  • Primeira colocada nas categorias Reflorestamento, Celulose e Papel e Sustentabilidade do anuário As Melhores do Agronegócio. Em sua 15ª edição, o prêmio é realizado pela revista Globo Rural e avalia as empresas por desempenho e gestão. A Companhia se destacou em aspectos como ampliação das fontes renováveis na matriz energética, diminuição do consumo total de água e emissão total de CO2
  • A Companhia foi premiada em duas categorias no 12º PPI Awards, da Fastmarkets RISI, considerado o principal prêmio da indústria de papel e celulose do mundo. Cristiano Teixeira, diretor-geral da Companhia, foi eleito “International CEO of the Year”, e Gabriella Michelucci, diretora de Papelão Ondulado da empresa, foi a vencedora na categoria “Industry Woman of the Year”. 
  • A Klabin foi eleita a empresa mais sustentável do setor de papel e celulose pelo Anuário Época Negócios 360°. O prêmio é um importante reconhecimento às nossas iniciativas de sustentabilidade, que tem como premissa ajustar a produtividade ao menor impacto possível ao meio ambiente. Também fomos destaque nas categorias Inovação, Governança Corporativa e Pessoas, além de conquistar a vice-liderança do ranking geral do setor “Papel e Celulose”.
  • Conquistamos, pela terceira vez, importante posição no ranking do Spott Timber & Pulp, que avalia a solidez e a transparência da gestão de sustentabilidade de 50 produtores de madeira e celulose do mundo. A Klabin está posicionada como a primeira empresa do setor de papel e celulose no ranking global das avaliadas.
  • Mantivemos status no ranking Best Emerging Markets Performer, da Vigeo Eiris, provedora global de pesquisas e serviços nas áreas ambiental, social e de governança. São avaliadas empresas de mercados emergentes em relação a critérios em seis áreas: meio ambiente, direitos humanos, recursos humanos, engajamento com comunidade, comportamento do negócio e governança corporativa.
  • Fomos destaque, mais uma vez, na tradicional premiação Melhores e Maiores, da Revista Exame. Conquistamos duas categorias: “A melhor do Agronegócio” e “A melhor na categoria Papel e Celulose”. Nas últimas cinco edições, somamos seis conquistas. 
  • Pelo segundo ano consecutivo, a Klabin figura no ranking das cinco empresas mais inovadoras na categoria “Química, Papel e Celulose”, do Prêmio Valor Inovação Brasil 2020, ocupando a terceira colocação no setor. Além disso, conquistamos a 24ª posição entre as 150 empresas mais inovadoras do Brasil.
  • A Klabin foi eleita a Empresa do Ano em Comunicação no 46º Prêmio Aberje, iniciativa promovida pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial que reúne as melhores práticas de comunicação de empresas de todo o Brasil. Também vencemos como o melhor case na categoria Ética, Integridade e Compliance (evento Semana da Ética) e como o melhor case na categoria Mídia Impressa (fôlder de embalagens).
  • A equipe de Relações com Investidores da Klabin foi reconhecida como a melhor da América Latina no setor de Papel e Celulose, de acordo com o ranking da revista Institutional Investor.

Veja mais sobre esses e outros prêmios no site da Klabin.