Economia sustentável

Registramos crescimento em todas as linhas de negócio e, consequentemente, expressivos resultados econômicos.

Economia sustentável
Economia sustentável
Tema
Economia sustentável

Desempenho econômico

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia do novo coronavírus e trouxe diversos desafios diante de grandes incertezas econômicas e sociais. Mesmo nesse cenário, apresentamos sólidos resultados, comprovando, mais uma vez, a excelência do nosso modelo de negócios integrado, altamente flexível e capaz de se adaptar aos mais diversos ambientes econômicos.

Os resultados do período também refletem o fato de que mais de 80% da produção de celulose, papéis e embalagens da Klabin são direcionados aos segmentos de itens de primeira necessidade, como alimentação, higiene e limpeza.

Registramos crescimento em todas as linhas de negócio e, consequentemente, expressivos resultados econômicos. Atingimos o nosso 11º ano consecutivo de crescimento da geração de caixa operacional, medido pelo Ebitda. Outros destaques vieram da conclusão da compra dos negócios da International Paper (IP) e do investimento de mais de R$5 bilhões em nossas operações e projetos, com destaque para o Projeto Puma II.

O ano foi marcado ainda pelo fortalecimento da nossa Governança Corporativa, pela extinção do pagamento de royalties referentes ao uso do nome Klabin e pela aprovação de duas políticas financeiras de Endividamento e Dividendos (veja mais em Governança Corporativa).

  • R$ 11,949
    bilhões
    de receita líquida, um recorde histórico.
  • 16% de aumento em relação a 2019.
  • R$ 4,7
    bilhões
    é o valor nominal do Ebitda ajustado, excluídos efeitos não recorrentes, um aumento de 27% em relação a 2019
  • 27% superior ao  obtido em 2019, excluídos os efeitos não recorrentes.

Veja no Painel ASG, indicadores GRI 102-7, 201-1 e outros relacionados ao desempenho econômico da Klabin.

Compra da International Paper

A Klabin assumiu os negócios de embalagens de papelão ondulado e de papéis para embalagens da International Paper (IP) no Brasil. A aquisição, concluída em outubro de 2020, elevou nossa capacidade instalada de embalagens de papelão ondulado para mais de 1 milhão de toneladas por ano.

O investimento incluiu a compra de três unidades de papéis para embalagens (fibras virgens e recicladas), nos estados de Goiás, São Paulo e Amazonas. A aquisição representou um movimento importante na estratégia de crescimento da Companhia e na consolidação da liderança nesse mercado. Com as unidades adquiridas, chegamos também ao Centro-Oeste e passamos a ter fábricas em todas as regiões do país.

A incorporação das unidades da IP representa importante sinergia com a estratégia de crescimento em todas as frentes de negócio da Klabin de maneira diversificada, ampliando nossa flexibilidade.

Avanços no Puma II

As obras da primeira máquina do Projeto Puma II, que faz parte do nosso plano de crescimento, avançaram em 2020. Embora o cronograma tenha sido alterado em função das fases mais críticas da pandemia no período (veja mais em Covid-19), o projeto tem expectativa de início de operação em julho de 2021.

O Puma II, o maior investimento da história da Companhia, da ordem de R$ R$ 12,9 bilhões, contempla a construção de duas máquinas de papéis para embalagens, incluindo a pioneira produção do já patenteado Eukaliner – um kraftliner feito exclusivamente de fibra de eucalipto, com expressivas vantagens competitivas (Veja no capítulo Tecnologia e Inovação). 

A segunda máquina, que será de papel-cartão, conta com capacidade anual de produção de 460 mil toneladas, tem o início das operações previsto para o segundo trimestre de 2023.

Planejamento integrado

A operação de novos volumes de produção, advinda da incorporação das unidades da IP, exigiu profundidade na análise dos cenários de vendas, produção e logística na Companhia. Em 2020, avançamos na revisão de todo o processo de planejamento de vendas e operações (S&OP, na sigla em inglês), com expectativa de finalização em 2021. O projeto envolveu a aquisição de uma ferramenta que conecta toda a cadeia de vendas, produção e logística, desde a estratégia comercial de celulose e papel até o abastecimento das unidades de conversão, garantindo alto nível de serviço para os clientes, com custos competitivos.

Gestão da dívida

Em 2020 mantivemos o trabalho de gerenciamento da dívida trazendo ainda mais segurança financeira para o futuro da Klabin. Por conta dele, a Companhia foi capaz de estender o prazo médio de suas dívidas de 96 meses ao final de 2019 para 116 meses em 2020, quase 10 anos, com redução do custo médio delas.

Também merece destaque a aprovação da Política de Endividamento Financeiro da Klabin pelo Conselho de Administração. Esse foi mais um passo de aprimoramento da nossa governança corporativa, estabelecendo métricas e parâmetros de endividamento e liquidez a serem adotados pela administração na gestão financeira da Companhia.

Desempenho dos negócios

Em 2020, movimentamos aproximadamente 15,5 milhões de toneladas de toras e cavacos de pínus e eucalipto, além de biomassa para geração de energia, suprindo a demanda interna para a fabricação de papel e celulose, além do montante de toras de madeira vendido para serrarias e laminadoras ao longo do ano.

O direcionamento da disponibilidade de madeira para o maior consumo próprio nas operações de celulose e papéis reduziu as vendas de toras a terceiros em 11%. Foi 1,5 milhão de toneladas em 2020, resultando em R$ 208 milhões em receita líquida. 

A Klabin está gradativamente reduzindo a comercialização de madeira para terceiros em decorrência do aumento de capacidade produtiva em papel e celulose.

O fato de produzir três tipos de celulose (fibra curta, fibra longa e fluff) mostrou que a diversificação e a flexibilidade da Klabin se traduziram em resultados positivos mesmo diante de um cenário de incertezas. Com capacidade para fornecer matéria-prima para diversos tipos de papel, a empresa compensou a queda de demanda observada no mercado global no segmento de papel para imprimir e escrever, em razão da pandemia, com o maior fornecimento de celulose fluff, especialmente a partir do terceiro trimestre, para o segmento de higiene, fabricante de produtos essenciais.

Nos nove primeiros meses de 2020, os preços de celulose mantiveram os patamares observados no final de 2019. Houve, porém, retomada de demanda em algumas regiões ao término de 2020. Os preços de celulose de fibra curta e de fibra longa por tonelada entregues na China apresentaram recuperação de 11% e 12%, respectivamente.

O volume de produção atingiu a marca de 1,545 milhão de toneladas, equivalente ao patamar verificado em 2019. A capacidade nominal da planta em 2020 era de 1,575 milhão de toneladas. O volume de vendas de celulose aumentou 3%, impulsionado pelo segmento de higiene. Atingimos 1,53 milhão de toneladas de celulose branqueada, sendo 1,117 milhão de toneladas de celulose de fibra curta e 413 mil toneladas de celulose de fibra longa/fluff.

O faturamento líquido do segmento de celulose fechou o ano em R$ 3,888 bilhões, crescimento de 11% em comparação com o ano anterior, resultado influenciado pelo maior volume de vendas e pela valorização do dólar em relação ao real no ano.

A pandemia causou arrefecimento de preços de papéis para embalagens no início do ano, seguido de forte recuperação a partir do segundo semestre.

O cenário de pandemia tem acelerado mudanças estruturais, que produzem efeitos positivos na demanda de papéis para embalagens, como a crescente participação do e-commerce nas vendas, além da maior consciência dos atributos do papel como produto reciclável, biodegradável e advindo de fontes renováveis. 

O volume de vendas de kraftliner atingiu 432 mil toneladas, e a receita líquida, R$ 1,197 bilhão, aumentos de 11% e 21% respectivamente. 

Destaque para as vendas ao mercado externo que cresceram 19% em volume e 34% em receita na mesma comparação, igualmente beneficiadas pela desvalorização do real em relação ao dólar no período.

O mercado de cartões apresentou importante retomada de volumes em 2020 no Brasil. A Companhia obteve aumento de 5% em volume de vendas e de 18% de receita em 2020 em comparação com o ano anterior.

O volume de vendas de embalagens de papelão ondulado da Klabin atingiu 724 mil toneladas, aumento de 18% em comparação com 2019. Desse volume, 68 mil toneladas foram decorrentes das unidades de papelão ondulado incorporadas da International Paper no quarto trimestre de 2020. O mercado de papelão ondulado cresceu 6% em 2020, reflexo do crescimento no volume de expedição, principalmente em decorrência da forte retomada do mercado local no segundo semestre do ano, impulsionada pela expansão do consumo, do e-commerce e de setores exportadores, como proteínas e frutas.

A receita líquida foi de R$ 2,694 bilhões, alta de 24% em relação a 2019, com incremento de R$ 258 milhões advindos das novas unidades adquiridas da IP.

O negócio de sacos industriais, que, devido à pandemia da Covid-19, havia registrado recuo no primeiro semestre, registrou forte recuperação na segunda metade de 2020.

As vendas nesse segmento, mesmo com estabilidade de volumes em comparação com 2019, apresentaram aumento de 11% na receita líquida.A Klabin também se beneficiou do expressivo crescimento do e-commerce em 2020, registrando aumento de 122% nas vendas diretas de embalagens para o comércio eletrônico, o que levou a Companhia a formular uma estratégia para fortalecer a oferta de soluções para o segmento em 2021. Saiba mais em Estratégia para o e-commerce.

Investimentos

  • R$5,174
    bilhões
    investidos em nossas operações e em projetos de expansão. 
  • R$340
    milhões
    desse total, foram destinados às operações florestais.
  • R$450
    milhões
    foram destinados à continuidade operacional das fábricas.
  • R$339 milhões foram investidos em projetos especiais, de alto e rápido retorno.
  • R$280
    milhões
    é a parcela incluída nesse valor para a aquisição dos negócios da International Paper no Brasil.
  • R$4
    bilhões
    foram investidos no Projeto Puma II.

Título de dívida sustentável

Seguindo nossa trajetória de desenvolvimento sustentável, em janeiro de 2021, anunciamos a emissão de título de dívida (bond), vinculado a metas de sustentabilidade, chamado Sustainability-Linked Bond (SLB), reforçando nossa capacidade de gerar retorno para os investidores. 

A operação, no valor de US$ 500 milhões, possui prazo de vencimento de dez anos e taxa (cupom) e yield de 3,2% ao ano. Com isso, nós nos comprometemos a atingir três metas com critérios ASG até 2025: 

  1. Consumo de água igual ou abaixo de 3,68 m³ por tonelada de produção, equivalente a redução de 16,7% do patamar verificado em 2018.
  2. Mínimo de 97,5% de reutilização/reciclagem de resíduos sólidos. 
  3. Reintrodução ao ecossistema de no mínimo duas espécies de animais nativas em extinção.

A operação, que se destaca pela coordenação feita por seis renomadas instituições financeiras, consolida nossa experiência no segmento de títulos verdes destinados a projetos socioambientais, reforçando a relevância dada aos aspectos ASG como forma de gerar valor para todos os stakeholders.

Saiba mais no framework disponível no site de Relações com Investidores da Klabin, onde também estão disponíveis informações sobre o desempenho da Klabin no mercado de capitais.

Compromisso com o desenvolvimento local

O compromisso com o desenvolvimento local faz parte da nossa essência e está registrado em nossa Política de Sustentabilidade.  Nosso objetivo é identificar antecipadamente, para evitar ou mitigar, todos os impactos negativos causados por nossas operações florestais e industriais. Simultaneamente, trabalhamos para potencializar os impactos positivos por meio de programas e ações sociais voltados para a Educação e para o Desenvolvimento Regional (programas de Agricultura Familiar, de Resíduos Sólidos e de Apoio à Gestão Pública Participativa).  

Fazemos isso por meio de engajamento e contato frequente, proativo e transparente com as comunidades, com o apoio de uma gerência específica de Responsabilidade Social e Relações com a Comunidade.

Em 2020, diante da pandemia do novo coronavírus, assumimos mais do que nunca o nosso papel de empresa cidadã, reforçando a importância de cuidar das pessoas e o compromisso com as comunidades vizinhas. Até abril de 2021, data de fechamento deste relatório, somamos mais de R$ 26 milhões em doações para atenuar os impactos da Covid-19. Saiba mais sobre nossas ações para o enfrentamento da pandemia no capítulo Covid-19.

  • Expansão do Programa de Apoio à Gestão Pública para 15 municípios onde temos operação.
  • 81,8% e 83,8% na Pesquisa de Aceitação das comunidades em Santa Catarina e no Paraná, respectivamente.
  • 100% das doações feitas pela Klabin em 2020 foram realizadas sob as diretrizes do novo fluxo de doações e patrocínios.

Nossas diretrizes

Nossas ações de responsabilidade social contemplam projetos de educação, agricultura familiar, gestão de resíduos sólidos regional, além de um programa de apoio ao planejamento da gestão pública. Todos os impactos operacionais de indústrias e operações florestais são identificados, mitigados ou diminuídos, permitindo a operação dentro dos mais elevados padrões de sustentabilidade.

Veja no Painel ASG, , as políticas que nos orientam nesse tema.

Investimento social

Por meio da Plataforma de Investimento Social Privado, direcionamos investimentos tanto a projetos próprios como a projetos alheios apoiados por nós. As iniciativas devem pertencer a um dos nossos eixos temáticos – Território e Pessoas – que se dividem em quatro frentes de atuação: Klabin Educação, Klabin pelo Desenvolvimento Local, Klabin Ambiental e Klabin Cultural.

Veja nossas metas de relacionamento com as comunidades e status no Painel ASG.

Como definimos as iniciativas

A plataforma PROSAS, voltada para a gestão do investimento social privado, auxilia-nos na definição de iniciativas próprias e daquelas que receberão nosso apoio, levando em conta aspectos como o impacto social nas áreas de desenvolvimento local, educação ambiental, cultura e cidadania. Em 2020, foram investidos R$ 24,9 milhões, considerando os projetos realizados com recursos próprios e os realizados por meio de incentivos fiscais, nas seguintes iniciativas: Projetos e ações nas comunidades, em áreas de gestão da educação, gestão pública, planejamento regional e elaboração de agenda de desenvolvimento sustentável; Ações de capacitação e geração de renda, que beneficiam pequenos produtores e comunidades; Projetos de monitoramento, conservação e educação ambiental.

Saiba mais sobre indicadores GRI relacionados aos impactos das nossas operações no Painel ASG e indicador GRI 203-1.

Dados de projetos que receberam doação ou patrocínio podem ser consultados na plataforma PROSAS.

Aceitação das comunidades em alta no Paraná e em Santa Catarina

Em 2020, atingimos 83,8% de aprovação das comunidades urbanas e rurais de nove municípios de atuação florestal e fabril da Klabin no Paraná, um aumento de 3,3 pontos percentuais em relação ao ano anterior. O índice é medido por pesquisa anual realizada em 18 municípios da região dos Campos Gerais. Essa é a nossa melhor performance desde 2016, quando teve início a medição. 

Em Santa Catarina, pesquisa de opinião realizada em 15 municípios aferiu aprovação de 81,8%. Até 2030, estenderemos a realização da pesquisa a todos os municípios prioritários em que temos atuação.

Reputação forte

Também realizamos, em parceria com a RepTrak, pesquisa mais ampla de reputação entre diversos públicos, inclusive as comunidades do entorno das nossas operações nos estados do Paraná, de Santa Catarina e de Pernambuco, em 2020. O objetivo foi atestar e monitorar percepções, antecipar expectativas, avaliar iniciativas e priorizar o relacionamento com públicos estratégicos, que incluem jovens e formadores de opinião. 

A nota média obtida na percepção das comunidades foi 79, resultado avaliado como “forte”, numa escala que considera “excelente” o índice acima de 80. As menções espontâneas foram majoritariamente positivas, com destaque para os vetores geração de empregos e desenvolvimento das comunidades.

A reputação “forte” também foi registrada na consulta feita a formadores de opinião (imprensa, ONGs, instituições de pesquisa e parceiros institucionais). Já entre os jovens o índice resultante foi “fraco”. Ainda assim, entre este público, os atributos “Desempenho”, “Liderança” e “Produtos e Serviços” se destacaram, sendo o último deles o mais importante para a reputação da Companhia. Entendemos que os jovens são importantes agentes de transformação do futuro, por isso, compreender sua percepção é essencial para fortalecer o seu engajamento nos próximos anos. Para que possamos mensurar a reputação da Companhia de forma estratégica, estão sendo construídos planos de ação para mitigar riscos e alavancar oportunidades, com planejamento de curto, médio e longo prazo.

Transporte de celulose no Porto de Paranaguá (PR). Foto: Arquivo Klabin

Estudo de impacto para o Terminal Portuário

Em 2020, promovemos o Estudo de Impacto da Vizinhança (EIV) para a construção do Terminal Portuário PAR-01, empreendimento que integra a expansão da operação da Klabin em Paranaguá. 

Em março de 2021, o EIV foi apresentado à população em audiência pública virtual, que contou com a participação de diversos setores da sociedade. Para assegurar maior participação popular, a audiência foi transmitida em tempo real por emissora de rádio local. Também disponibilizamos uma linha 0800 para o envio de dúvidas e comentários, destinada especialmente a quem não tem acesso à internet. 

Na ocasião, ainda apresentamos o projeto de construção de uma passarela exclusiva no principal ponto de cruzamento ferroviário do entorno do Porto de Paranaguá, uma demanda relevante da comunidade que consideramos com base nos momentos de diálogo e escuta com stakeholders, principalmente dos sindicatos que representam as categorias portuárias.

Nossos projetos

A Klabin desenvolve projetos sociais que trazem influência positiva nas dinâmicas social, econômica e ambiental das comunidades, respeitando a qualidade, o modo de vida e as relações sociais locais.​

Orientamos nossas ações e investimentos para o fortalecimento da Agenda 2030, observando os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e agindo de modo propositivo em favor do desenvolvimento socioambiental positivo dos locais onde atuamos.

Mantemos diálogo, comunicação frequente e transparente com as comunidades onde atuamos. Nossos principais projetos sociais têm como focos: Educação, Agricultura Familiar, Apoio à Gestão Pública e ao Desenvolvimento Local, Meio Ambiente e Cultura

Klabin pelo desenvolvimento local

A Klabin apoia o planejamento estratégico e participativo da gestão pública em municípios onde temos operações fabris e florestais. O objetivo é fortalecer as agendas econômica, social e ambiental nas comunidades, de forma participativa, em direção ao desenvolvimento sustentável. Integram esse trabalho o Programa de Apoio à Gestão Pública, os programas de agricultura familiar (Matas Sociais), de Resíduos Sólidos e os Fóruns de Desenvolvimento da Comunidade.

Programa de Apoio à Gestão Pública

O programa de Apoio à Gestão Pública propõe dotar as prefeituras de processos e ferramentas de gestão modernos, capazes de apoiar o desenvolvimento planejado e participativo. Para isso, as prefeituras contam não só com assessoria de consultoria especializada na elaboração técnica de programas, ações, metas, indicadores e orçamento como também ajuda para elaborar seu Programa de Metas, tornando claros os projetos e os indicadores de resultado.

Iniciado em 2017, o programa é aplicado aos municípios paranaenses de Telêmaco Borba, Ortigueira, Imbaú, Curiúva, Reserva, Sapopema, Tibagi, Rio Negro e Paranaguá, além de Lages, Otacílio Costa, Correia Pinto, em Santa Catarina, Angatuba (SP) e Goiana (PE). As áreas são consideradas prioritárias pela Klabin, respondendo por 100% da meta estabelecida nos KODS.

As ações são constituídas pelo apoio, por meio de consultoria especializada, na elaboração e revisão do planejamento estratégico da gestão pública e pela construção do Índice de Progresso Social (IPS) para os municípios, com dados públicos e indicadores mensuráveis e comparáveis sobre as diversas esferas da administração. Além disso, a Companhia atua para fortalecer as parcerias em rede para atuação nas áreas sociais dos municípios, aprofundando a análise de oportunidades e ações do poder público e das comunidades.

A partir de abril de 2020, com o surgimento da Covid-19, o trabalho de apoio à gestão pública foi direcionado para a mentoria na área de saúde pública, serviço realizado em conjunto com secretarias de Saúde de 12 municípios. As ações responderam à necessidade de mobilização e atuação coordenada da sociedade em cada município, por meio das redes públicas municipais de saúde. 

Programa Território Empreendedor

Em julho de 2020, demos início ao Programa Território Empreendedor, em parceria com o Sebrae. Voltado para empresários e novos empreendedores de Telêmaco Borba, Imbaú e Ortigueira, no Paraná, o programa faz parte das ações do Projeto Puma II e sua meta é fortalecer o empreendedorismo diante das novas e constantes oportunidades geradas na região, incluindo aquelas que são fruto da atuação da Klabin. 

Em apenas dois meses, foram realizados quatro importantes eventos: a apresentação do projeto à comunidade; o Varejo Digital, para ajudar as empresas a ampliar presença nos canais digitais; o InovaTur, voltado ao turismo, focado em hotéis, restaurantes e bares; e o Circuito Empreendedor, direcionado àqueles que desejam ter o seu próprio negócio.

Os inscritos participaram de capacitações on-line e consultorias especializadas em traçar diagnósticos e planos de ação e inovação, bem como em incorporar sustentabilidade financeira e ambiental em seus negócios. Está previsto que as ações do programa ocorram até março de 2022.

Índice de Progresso Social (IPS)

Resultado de um trabalho consolidado ao longo de 2020, lançamos, em janeiro de 2021, o Índice de Progresso Social (IPS) para 37 municípios da região de Telêmaco Borba e Ortigueira, área de atuação da Klabin na região dos Campos Gerais do Paraná. 

A iniciativa foi promovida em parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e a Fundación Avina, esta última responsável pelo desenvolvimento do índice no Paraná. O IPS tem sido utilizado mundialmente para medir e comparar progressos sociais e direcionar investimentos, tanto na área pública quanto na privada.

A ferramenta tem ajudado cidades, países e regiões a medir seus avanços rumo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), acordados por todos os países-membros da ONU (Organização das Nações Unidas). 

Desenvolvido pela organização sem fins lucrativos Social Progress Imperative, cuja sede fica em Washington, nos Estados Unidos, em parceria com a Harvard Business School e o MIT (Massachusetts Institute of Technology), o IPS tem o diferencial de medir apenas resultados sociais e ambientais com impacto direto na vida da população. Ele considera três dimensões: Necessidades Humanas Básicas, Fundamentos de Bem-estar e Oportunidades. 

O IPS foi a metodologia utilizada para a elaboração da Linha de Base do Projeto Puma II. Os dados do índice ficam disponíveis em um site, podendo ser consultados por comunidades e governos, o que possibilita a interação e a gestão pública participativa nessas cidades. 

A avaliação da situação socioeconômica da região de implantação de um grande projeto é fundamental para orientar a adoção de programas mitigadores nas áreas social, econômica e ambiental.

O IPS representa uma importante ferramenta para os programas de apoio à gestão pública participativa e para os Planos Plurianuais dos municípios, que serão entregues até o fim de 2021, alinhados com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Telêmaco Borba tem melhor IPS da região analisada

Para calcular o índice dos municípios da região dos Campos Gerais analisados, foram utilizados dados oficiais de fontes públicas somados a uma pesquisa de percepção, na qual foram ouvidas 1.500 pessoas, em 12 municípios, em dezembro de 2019.

  • 53,17 foi o IPS médio das cidades do território em 2019.
  • ODS: Isso significa que, em média, se está na metade do caminho para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável medidos pelo índice.
  • Superior à média: Segundo o estudo, estão acima da média Telêmaco Borba, Sapopema e Tibagi.

IPS dos municípios 

Fóruns de Desenvolvimento

O Fórum de Desenvolvimento da Comunidade teve início em 2015. A iniciativa ocorre nos municípios de novos territórios onde a Klabin opera, como Angatuba (SP) e Goiana (PE). A proposta é envolver diversos atores da sociedade civil organizada, entre os quais a Klabin, e defender a busca de um novo modelo de gestão do território, com base na discussão de soluções para as questões locais. A iniciativa vem sendo aprimorada desde o início da aplicação do Índice de Progresso Social. Saiba mais sobre o indicador no site.

Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis

O programa de incentivo à agricultura familiar, que envolve pequenos produtores rurais em nove municípios paranaenses, foi estendido para Santa Catarina, abrangendo os municípios de Otacílio Costa, em 2020, e Correia Pinto e Lages, em 2021. A iniciativa abrange as etapas de produção, desde a adequação ambiental até o apoio à comercialização de alimentos, passando por ações de formação, diversificação da propriedade e incentivo ao cooperativismo. 

Realizado em parceria com o Sebrae e a ONG Apremavi, com apoio das prefeituras municipais, o Matas Sociais já atendeu mais de 600 propriedades rurais. Alguns dos resultados obtidos durante esse período foram: a elevação da renda de pequenos produtores rurais dedicados à agricultura familiar; o aumento da produção de alimentos; a venda para novos mercados; a redução do uso de agrotóxicos, a apropriação de novas tecnologias e a organização produtiva. 

Em uma adaptação ao mundo digital, acelerada pela pandemia da Covid-19, o programa criou um podcast em 2020, com episódios compartilhados semanalmente no grupo de agricultores atendidos pelo programa.

Apoio para estrutura de serviço de entrega de alimentos 

Ao longo de 2020, em face da pandemia da Covid-19, o programa Matas Sociais buscou alternativas para continuar auxiliando produtores rurais na venda de seus produtos de hortifrúti. Uma das principais ações foi o apoio para estruturar um serviço de entrega de cestas em domicílio (delivery), por meio do aplicativo WhatsApp. Em um ano, foram vendidos mais de 20 mil quilos de produtos pelo aplicativo, o que gerou cerca de R$ 68 mil em renda para os pequenos agricultores. 

Apicultura e Meliponicultura

Por meio desse programa, que teve início em 2005, cedemos nossas florestas para a criação de abelhas por famílias de pequenos e médios produtores rurais. Além de reforçar a renda familiar, o programa beneficia a conservação da biodiversidade e dos ecossistemas, já que as abelhas fazem a polinização das espécies vegetais, melhorando a produtividade de outras culturas. Desde o início do programa, foram produzidas e comercializadas 184,9 toneladas de mel.

Klabin Semeando Educação

O programa Klabin Semeando Educação tem como objetivo a melhoria da educação pública por meio da capacitação da gestão escolar nos municípios prioritários onde a Klabin atua, criando oportunidades de práticas de gestão que tornem a educação pública mais equitativa, mais inclusiva e de maior qualidade. 

Uma consultoria especializada é oferecida para a capacitação de educadores e gestores escolares. Por meio das quatro frentes de trabalho – a de Gestão Educacional, a de Formação Pedagógica, a de Recursos e Infraestrutura e a de Práticas Avaliativas –, o objetivo do Klabin Semeando Educação é melhorar os resultados dos índices oficiais, como o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), assim como contribuir para a meta desafiadora do ODS 4 – Educação com Qualidade.

O Klabin Semeando Educação conseguiu evolução média de 23% no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) das escolas estaduais de Telêmaco Borba, Ortigueira e Imbaú.

Atualmente o programa desenvolve suas atividades em parcerias municipais abrangendo todas as escolas municipais de Telêmaco Borba, Ortigueira e Imbaú, no Paraná. Ao todo são 243 escolas, com 38 mil alunos, em 14 municípios: Telêmaco Borba, Imbaú, Ortigueira, Tibagi, Reserva, Curiúva, Sapopema, Ventania, Jaguariaíva e Rio Branco do Ivaí, no Paraná; Otacílio Costa, Correia Pinto e Lages, em Santa Catarina, e Goiana (PE).

Única escola técnica de operação florestal da América Latina: em Ortigueira, no Paraná

Em 2020, inauguramos o Centro Estadual de Educação Profissional Florestal e Agrícola de Ortigueira, no Paraná. A escola técnica possui estrutura com quartos, banheiros, salas de aula, cozinha industrial, refeitório, quadra poliesportiva e área de lazer. Para desenvolver o projeto, idealizado em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, o Núcleo Regional de Educação de Telêmaco Borba e a Prefeitura de Ortigueira, foram visitadas escolas-modelo na região da Escandinávia, referência mundial na indústria de papel e celulose.

A escola oferece três cursos técnicos: Operações Florestais, Manutenção de Máquinas Pesadas e Agronegócio. Os dois primeiros são oferecidos na modalidade subsequente (destinada ao aluno que já tem o ensino médio e faz apenas a formação técnica), enquanto o curso técnico em Agronegócio é ministrado no formato Integral, simultaneamente ao ensino médio.

Evento on-line discute novas maneiras de pensar o ensino

Diante da pandemia do coronavírus mais um desafio foi imposto aos profissionais da educação que precisaram reinventar seus métodos de ensino para continuar levando a aprendizagem aos alunos. Para colaborar com toda essa readaptação, o Programa Klabin Semeando Educação também transferiu todos os conteúdos de seus encontros de formação para o modo remoto. Foram utilizadas as principais plataformas de comunicação e também outros recursos virtuais para cumprir os compromissos voltados para a formação continuada proposta. Outra estratégia que deu certo foi o estabelecimento de encontros no formato de lives, sendo que a primeira delas, em julho de 2020, reuniu mais de 400 participantes. O segundo webinário foi maior ainda, tendo alcançado 626 espectadores simultaneamente. Além disso, para reconhecer e valorizar as novas práticas pedagógicas dos professores e gestores das escolas públicas, o programa lançou o Concurso Boas Práticas. A competição valorizou o trabalho dos professores do ensino fundamental e anos iniciais, assim como o trabalho dos gestores escolares nas escolas públicas, rurais e urbanas, das cidades participantes de Telêmaco Borba, Ortigueira e Imbaú.

Terra Viva

A Terra Viva Associação de Voluntários organiza e promove ações de cidadania e solidariedade voltadas tanto a crianças e jovens em situação de desigualdade social ou com deficiência física como quanto a idosos, com o apoio de colaboradores da Klabin e seus familiares. São destaques a orientação de jovens na busca do primeiro emprego, com o Programa Investir Vale a Pena (IVP), em São Paulo, e as campanhas de doação de sangue, arrecadação de agasalhos e alimentos, realizadas em diversas localidades.

Obra no pátio do Colégio Estadual Wolff Klabin, em Telêmaco Borba (PR). Foto: Arquivo Klabin

Reforma de colégio em Telêmaco Borba

Em setembro de 2020, iniciamos a reforma do Colégio Estadual Wolff Klabin, em Telêmaco Borba (PR). A obra, realizada em parceria com o Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria de Educação e do Esporte do Paraná, abrange salas de aula, auditório, ginásio e biblioteca, incluindo a instalação de um sistema de vigilância por câmeras e climatização das salas de aula. A reforma, que será concluída em 2021, também contempla a construção e a instalação de um laboratório de robótica, totalmente equipado, o primeiro da região dos Campos Gerais. Além disso, a escola passou a contar com o apoio de consultoria para melhor gestão, dentro do programa Semeando Educação.

Klabin ambiental

Na frente de educação ambiental, mantemos projetos destinados a professores e a estudantes das comunidades, voltados para a disseminação da consciência ecológica, para a valorização do respeito ao meio ambiente e para a conservação da biodiversidade. Destacam-se os projetos Klabin Caiubi, Matas Legais, Protetores Ambientais, Crescer, Parque Ecológico e o Programa de Conservação das Reservas Particulares do Patrimônio Nacional (RPPN).

Programa Klabin Caiubi

Capacita professores de municípios do Paraná e de Santa Catarina e da cidade de Feira de Santana (BA), com o apoio das administrações municipais, bem como de instituições e profissionais parceiros, para disseminarem conceitos de consciência ecológica e contribuírem na formação de cidadãos conscientes de suas responsabilidades com o meio ambiente. Em 2020, devido à pandemia da Covid-19, adaptamos o programa para o formato de ensino remoto.

Neste ano, em que completou 20 anos de existência, o programa ganhou um site próprio: https://caiubi.klabin.com.br/

Ao longo desses anos, o programa já impactou: 

  • 590 escolas, 1.535 professores e 205.617 estudantes em Santa Catarina.
  • 974 escolas, 4.224 professores e 251 mil estudantes no Paraná.
  • 2 escolas, 40 professores e 845 alunos na Bahia.

Matas Legais

Desenvolvido em parceria com a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), o Matas Legais consiste em ações de planejamento da propriedade rural, conservação, educação ambiental e fomento florestal nos estados do Paraná, desde 2008, e de Santa Catarina, desde 2005. Pequenos e médios proprietários são orientados a atuar de forma mais eficiente, rentável e ecológica. Os produtores, que realizam cursos, mutirões e visitas de intercâmbio, recebem gratuitamente mudas de espécies florestais nativas para a restauração de suas Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal.

Protetores Ambientais

Apoiamos os Protetores Ambientais, iniciativa da Polícia Ambiental do Estado de Santa Catarina. Desde 2005, o programa oferece treinamento teórico e prático a estudantes do Ensino Fundamental (de 11 a 14 anos de idade) sobre preservação da natureza, legislação ambiental, aspectos da fauna e da flora locais, primeiros socorros, civismo, moral e ética. O objetivo é formar multiplicadores em educação ambiental.

Força Verde Mirim

Desenvolvido em parceria com a Polícia Militar Ambiental do Paraná, visa à formação de agentes ambientais para a multiplicação de conceitos sociais e ambientais. Os jovens recebem treinamentos teóricos e práticos sobre preservação da natureza, legislação ambiental, aspectos da fauna e da flora locais, primeiros socorros, civismo, moral e ética. Desde seu início, em 2007, capacitou 382 alunos do ensino fundamental de escolas municipais.  

Projeto Crescer

Atuamos na capacitação continuada de colaboradores diretos e indiretos sobre questões ambientais, de saúde, de gestão familiar, de qualidade de vida e de crescimento profissional, entre outras. O projeto é realizado em Santa Catarina e no Paraná. Em 2020, atendeu aos colaboradores de forma remota, com estratégias inovadoras para o desenvolvimento continuado dos participantes, abrangendo quase 12 mil pessoas nos dois estados, entre colaboradores próprios e terceiros, em atividades diversas.

Programa de Resíduos Sólidos

O Programa de Resíduos Sólidos da Klabin, desenvolvido com o Consórcio Intermunicipal Caminhos do Tibagi desde 2012, tem promovido diversas ações de apoio à coleta seletiva em sete municípios da região dos Campos Gerais, no Paraná: Imbaú, Ortigueira, Reserva, Tamarana, Tibagi, Telêmaco Borba e Rio Branco do Ivaí. Inclui o fornecimento de estruturas e equipamentos, auxílio na formalização das associações e cooperativas e atividades de acompanhamento, capacitações e fortalecimento institucional para catadores de materiais recicláveis. 

Até agora, 165 catadores já foram apoiados pela iniciativa, sendo 150 catadores no Paraná e 15 catadores em Goiana (PE), onde temos uma outra frente do Programa de Resíduos Sólidos. Em 2020, formalizamos uma nova associação de catadores no município de Goiana por meio de uma parceria da Klabin com a Prefeitura de Goiana(PE).

Em 2020, contratamos uma consultoria socioambiental para nos apoiar no gerenciamento, na execução e no monitoramento do Programa.  O trabalho será executado em 2021 e direcionado a três frentes que visam a fortalecer e a ampliar as ações: 

1. Poder Público: ações para a conscientização dos gestores municipais e o Consórcio Caminhos do Tibagi sobre seu papel na Política Nacional de Resíduos Sólidos e responsabilidade municipal na implantação da coleta seletiva.

2. Cooperativas e Associações: diagnóstico do estágio atual de cada uma das instituições, plano de ação e acompanhamento da evolução de cada uma delas com foco no aumento da receita mensal dos cooperados e associados a partir da melhoria na eficiência produtiva. O trabalho visa ainda promover avanços em governança, em educação ambiental e em estratégias de comercialização.

3. Comunidade: fomento às ações intermunicipais para fortalecer o território e ampliar a educação ambiental e o engajamento da população em ações de coleta seletiva.

100% circular

Numa parceria com o Hub Incríveis, rede de inovação voltada para a economia circular, iniciamos um projeto inovador para transformar o município de Telêmaco Borba (PR) em um território 100% circular, em que vários materiais, como vidro, papel, alumínio e plástico, sejam reaproveitados em processos de transformação em vez de serem enviados a aterros sanitários. Em 2020, demos início a um diagnóstico para que o projeto seja implantado como piloto, considerando toda a complexidade que uma cidade possui, e, futuramente, estendido a outros municípios.

Klabin Cultural

Entre as iniciativas da Companhia que valorizam o desenvolvimento cultural por meio das expressões artísticas, estão as atividades do Centro Cultural Vera Lafer, como o Programa Meninas Cantoras da Klabin, Passo Certo, Nossa Língua Digital e Decolar, e projetos das Fundações Ema e Eva Klabin.

Meninas Cantoras fazem apresentação em vídeo

Seguindo a linha de ações do nosso projeto Cada Atitude Conta, a tradicional Cantata Natalina das Meninas Cantoras da Klabin, que celebra as festas de fim de ano, foi gravada em vídeo, que está disponível em nossas redes sociais. Instituído em 2004 na Unidade Monte Alegre e expandido para a Unidade Puma em 2017, o Meninas Cantoras é composto de filhas de colaboradores da empresa e de jovens da comunidade de Telêmaco Borba e de Ortigueira, meninas de idades entre sete a 17 anos. O objetivo da iniciativa é promover a prática do canto coral e proporcionar noções de teoria musical, ritmo e técnica vocal.

Passo Certo

Constituído em agosto de 2008 na Unidade Monte Alegre, em parceria com o Studio 3 Cia. de Dança, e expandido para a Unidade Puma em 2017, o programa abrange atividades de dança contemporânea e capoeira para crianças e adolescentes, filhos de colaboradores da empresa e jovens da comunidade de Telêmaco Borba e de Ortigueira, a partir dos seis anos de idade. 

Saiba mais sobre todos os nossos Projetos Sociais no site https://klabin.com.br/sustentabilidade/
responsabilidade-socioambiental

Comunidades tradicionais

Mapeamos as comunidades tradicionais que vivem em nossa área de influência, como quilombolas, faxinalenses (comunidades do Paraná que habitam pequenos territórios e vivem de sua relação com a floresta) e indígenas. Num buffer de 10 km das áreas de manejo da Klabin no Paraná, em Santa Catarina e São Paulo, foram identificadas 161 comunidades tradicionais, sendo 99 Faxinais, 48 Quilombolas e 14 Terras Indígenas.

Construímos com essas comunidades uma relação de diálogo e respeito e seguimos a legislação brasileira e as recomendações da OIT 169, resolução da Organização Internacional do Trabalho sobre Povos Indígenas e Tribais, garantindo seu direito ao consentimento livre, prévio e informado (FPIC).

Em 2020, como parte de nossas iniciativas de apoio ao combate à Covid-19, distribuímos mais de mil máscaras de tecido, reutilizáveis, nas Terras Indígenas Queimadas e Mococa, em Ortigueira (PR). As comunidades também receberam 440 litros de álcool em gel. Na Terra Indígena Queimadas, realizamos mais de 240 testes de detecção do novo coronavírus e na Terra Indígena de Mococa foram cerca de 70 testes. As ações foram feitas em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Ortigueira, autorizadas pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Litoral Sul, pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e pelas lideranças indígenas.

No Painel ASG, veja indicador GRI 411-1 e outros relacionados ao tema material Impactos nas comunidades.

Saiba mais sobre nossas ações para o enfrentamento da pandemia no capítulo Covid-19.

Parceiros para o fornecimento de madeira

Embora a maior parte da madeira que utilizamos para abastecer nossas fábricas venha de plantios próprios, temos, nos produtores rurais, importantes parceiros. São eles que fornecem parte desse insumo essencial para nossas operações. Em 2020, iniciamos, em conjunto com eles, um novo modelo de parceria por meio do Plante com a Klabin (veja em destaque a seguir).

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-9, 204-1, 308-2, 407-1, 408-1, 409-1, 414-2 e outros relacionados ao tema material Desempenho socioambiental de fornecedores.

Orientação a produtor no Paraná. Foto: Arquivo Klabin

Plante com a Klabin

Em 2020, aprimoramos nosso programa de parcerias no Paraná com o Plante com a Klabin, que oferece preço mínimo e garantia de compra da madeira dos produtores de florestas de pinus e eucalipto. São três tipos de parcerias com a oferta de programas ambientais que impulsionam a sustentabilidade nas propriedades. O suporte oferecido pela Klabin inclui apoio no cumprimento das questões legais ambientais e na certificação, o que  também se reflete em ganhos econômicos e sociais.

O Plante com a Klabin promove parcerias para a produção de florestas e para a aquisição da madeira. Junt com ele, o programa Matas Legais, auxilia na criação de um sistema de produção integrado nessas propriedades, que harmoniza as florestas plantadas com outras culturas. Todos os participantes realizam ações de planejamento para a propriedade, para que ela se desenvolva de maneira sustentável e alcance a certificação, atestando que aquela produção cumpre requisitos legais,  ambientais, econômicos e sociais.

Com esse novo modelo de parceria, buscamos manter uma relação estável e de longo prazo com os produtores, sem o cenário de grandes oscilações de preços, dando aos parceiros maior visibilidade e segurança em relação aos resultados futuros.

Lançado em novembro de 2020, o Plante com a Klabin  conta com quase 2.000 hectares de florestas plantadas e já estabeleceu mais de 30 novas parcerias no Paraná.

Saiba mais em: https://plantecom.klabin.com.br/

Fornecedores de produtos e serviços

Os fornecedores de produtos e serviços representam outro importante elo de nossa cadeia de valor, cuja contratação observa uma série de quesitos, como qualidade, condições de atendimento, critérios legais e de sustentabilidade, a fim de garantir que aspectos ASG, como respeito à legislação ambiental e aos direitos humanos, estejam presentes ao longo de toda essa cadeia. 

Somos signatários do Pacto Global, cumprimos o que é estabelecido em diretrizes externas como a Declaração Universal de Direitos Humanos, os Princípios Orientadores para Empresas sobre Direitos Humanos e a Declaração da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho. São compromissos que contribuem para reforçar a garantia dos direitos humanos na cadeia de fornecimento.

Também subscrevemos o Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, por meio do qual nos comprometemos a cruzar nossa base de fornecedores ativos e inativos, múltiplas vezes ao ano, com os nomes listados no Cadastro de Empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas à escravidão (conhecido como “Lista Suja do Trabalho Escravo”).

Em 2020, 7.850 fornecedores ativos, distribuídos em todo o Brasil, compunham nossa cadeia de fornecimento.

Avaliação sob o olhar da sustentabilidade

Desde 2019, adotamos a metodologia EcoVadis para avaliação de fornecedores, que, voltada à classificação de sustentabilidade, considera questões agrupadas em quatro grandes temas: Meio Ambiente, Práticas Trabalhistas e Direitos Humanos, Ética e Compras Sustentáveis.

Após o diagnóstico dos fornecedores avaliados, cuja adesão é voluntária, são elaborados planos de ação em conjunto para as questões críticas identificadas, cuja execução é monitorada pela Klabin, com indicadores atrelados às metas dos gestores de compras.

Em 2020, traçamos planos de ação para os fornecedores avaliados na primeira fase e demos início ao segundo ciclo de avaliações, com a inclusão de mais 84 parceiros de variadas regiões e segmentos.

Outra ferramenta que utilizamos é a matriz de criticidade para fornecedores críticos da área industrial, a qual nos permite identificar os riscos relativos à sustentabilidade que representam para a Companhia. Critérios socioambientais contam para a seleção de novos fornecedores e o não atendimento legal a eles pode ser impeditivo para a homologação.

No Painel ASG, veja indicadores GRI 102-9, 204-1, 308-2, 407-1, 408-1, 409-1, 414-2 e outros relacionados ao tema material Desempenho socioambiental de fornecedores.

Mais do que embalagens

Somos líderes de mercado no Brasil em embalagens de papelão ondulado e sack kraft. Procuramos entregar a nossos clientes, por meio de nossas pessoas, um conceito para atender às necessidades com serviços, inovação, conhecimento, tecnologia e sustentabilidade, que são os pilares dos nossos negócios.

Buscamos reforçar esse posicionamento – sintetizado na expressão “Muito Além da Embalagem” – em nossas comunicações por meio não só do site, de e-mails marketing, de participação em eventos, de catálogos e de vídeos, como também do suporte dado pelas equipes técnicas e comerciais aos nossos clientes.

Nossos segmentos

Saiba mais em nosso site.

Estratégia para o e-commerce

O e-commerce vinha em uma curva crescente nos últimos anos e deu um salto em 2020, impulsionado pela pandemia. Na Klabin, as vendas diretas de embalagens para o comércio eletrônico aumentaram 122% em relação ao ano anterior.

Atentos a esse movimento, apresentamos ao mercado, em fevereiro de 2021, nova estratégia para fortalecer a oferta de soluções em papel para o segmento. O e-klabin consolida o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela Companhia, estruturando a frente para o atendimento do mercado do e-commerce.

O e-klabin reúne a experiência da Companhia na oferta de soluções inovadoras e sustentáveis em embalagens para estruturar o atendimento tanto para o microempreendedor quanto para as grandes empresas. 

Temos times focados nas necessidades, de acordo com as estratégias abaixo:

Estratégias de atendimento do e-Klabin

  • Marcas tradicionais que querem ampliar e acelerar sua presença no canal de vendas digital.
  • Marketplaces segmento em que a Klabin já atua como fornecedora de embalagens para grandes players do mercado.
  • Klabin ForYou marketplace de soluções em papel voltado aos clientes de pequeno e médio porte.

Saiba mais: https://e-commerce.klabin.com.br/ 

Parceria com os clientes

O reforço de nosso posicionamento, atrelado aos atributos de sustentabilidade de nossa marca, já nos tornou referência no mercado, o que tem levado muitos clientes a nos procurarem para conhecer nossa abordagem do futuro antes mesmo de provocarmos consultas ou outro tipo de interação.

Somadas a isso, as pesquisas de satisfação ou percepção que aplicamos representam instrumento importante para a identificação de pontos fortes e oportunidades de melhoria em produtos, processos e atuação. Elas estão ligadas a indicadores de qualidade, segurança, qualificação, suporte técnico e sustentabilidade. 

Também adotamos a ferramenta Packaging School de análise de pontos fracos e fortes ao longo da cadeia produtiva de nossos clientes. Sua aplicação é importante para que possamos adicionar valor, oferecer inovações e melhorias para o manuseio de produtos ou mesmo desenvolver processos e produtos para os nossos clientes.

Em 2020, grande parte dos contatos com clientes, feitos de forma virtual, teve como pauta a agenda de sustentabilidade. Foram oportunidades em que reforçamos nosso posicionamento voltado aos atributos sustentáveis de nossos produtos e de nossa atuação.

Apesar da pandemia, conseguimos manter proximidade com os clientes e responder às demandas apresentadas. Na área de celulose, por exemplo, a conquista do certificado European Ecolabel para a produção de fluff, em 2020, atendeu a uma procura de clientes nacionais e internacionais.

Lançamentos em destaque

Na Klabin, o desenvolvimento de novos produtos e mercados está alinhado às tendências de comportamento do consumidor, que busca um futuro mais sustentável. Projetos de pesquisa realizados em nosso Centro de Tecnologia têm resultado em soluções inovadoras, como as lançadas em 2021, nos destaques a seguir. Mais informações no capítulo Tecnologia e Inovação.

  • embalagem sack kraft com aplicação de barreira em resina sustentável, cuja composição elimina o filme plástico. A eficiência da nova barreira impede a entrada de umidade, ampliando a vida útil do produto envasado, além de preservar suas características e manter sua qualidade. Voltada, inicialmente, aos segmentos de construção civil, fertilizantes e sementes, é uma solução resistente e reciclável, que contribui para a economia circular.
  • desenvolvida em parceria com a Votorantim Cimentos, a embalagem em sack kraft 100% dispersível pode ser adicionada diretamente na betoneira para obtenção do concreto, sem que a mistura perca suas características originais. O produto estará disponível em um projeto-piloto, inicialmente presente no Sul do país, na região atendida pela fábrica de cimento localizada em Rio Branco do Sul (PR).
  • embalagem de papel-cartão, com aplicação de revestimento sob a forma de dispersão aquosa, que possui propriedades de barreira para o mercado de alimentos gordurosos. É produzida a partir de fibras virgens e possui as certificações necessárias para o contato com alimentos. A solução, que já sai com a barreira aplicada da Unidade Monte Alegre, no Paraná, começa a ser difundida no Brasil, mas já tem aplicações consolidadas em embalagens de países como Nova Zelândia, África do Sul e México.

Interação entre ecossistemas e biodiversidade

Promover a gestão sustentável e restaurativa das florestas, integrando os valores dos ecossistemas e da biodiversidade, faz parte da proposta de valor da Agenda Klabin 2030 para a sociedade. Os procedimentos adotados em nosso sistema de plantio contemplam quesitos que auxiliam na preservação da biodiversidade e na minimização de impactos ambientais.

Promovemos um ciclo cuidadoso no plantio e fazemos a colheita no tempo adequado para a máxima produtividade nas áreas cultivadas, tudo isso respeitando a fauna e a flora das florestas onde operamos, mantendo intocada quase metade das áreas florestais, preservando nascentes de rios e possibilitando que as florestas captem o carbono da atmosfera e o fixem.

A relação entre o manejo florestal sustentável, a conservação das florestas naturais e a preservação da biodiversidade é um direcionador essencial para nossas atividades.

  • 43% das áreas próprias e sob gestão da Klabin são de vegetação nativa destinadas à conservação.
  • Fauna: 822 espécies identificadas*.
  • Flora: 1.905 espécies identificadas*.
  • Puma, veado-bororó e bugio são algumas das espécies ameaçadas que estão protegidas em nossas áreas.
  • 8.839 hectares é a área total das duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) da Klabin, no Paraná e em Santa Catarina.

*Dentre as espécies identificadas, 28 espécies de fauna e 40 de flora estão classificadas como ameaçadas de extinção nos critérios CR (criticamente em perigo), EN (em perigo) e VU (vulnerável), da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN).

No Painel ASG, veja indicadores GRI 304-1, 304-2, 304-3, 304-4, 307-1 e outros relacionados ao tema material Biodiversidade.

Manejo responsável

Nossas unidades florestais são auditadas a cada ano por normas de Manejo Florestal Sustentável. Somos certificados pelo FSC® nas três unidades – Paraná, Santa Catarina e São Paulo – e, adicionalmente, pelo CERFLOR na unidade do Paraná. 

Também recebemos auditorias dos clientes e de instituições financiadoras. Nosso compromisso com a biodiversidade é amplamente divulgado e avaliado por equipe própria em vistorias internas e acompanhamento de planos de ação, quando pertinente.

A análise dos processos operacionais e a instituição de regras e procedimentos para evitar danos ou mitigá-los estão entre as ações que empreendemos para minimizar os riscos à biodiversidade em nossas áreas de plantio. Visando à manutenção de sistema sustentável de manejo florestal, são realizados monitoramentos de fauna e flora por empresas especializadas externas, bem como por instituições públicas de ensino superior.

  • 100% das nossas florestas próprias são verificadas nas normas FSC®.
  • 248 mil hectares de florestas nativas destinadas à conservação.

Adotamos o conceito de manejo em mosaico: florestas plantadas alternam-se com florestas nativas conservadas. Esse sistema forma corredores ecológicos que permitem o deslocamento da fauna e contribuem para a conservação dos recursos naturais.

Áreas de alto índice de biodiversidade

Possuímos duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), uma no Paraná e em outra em Santa Catarina, dedicadas exclusivamente a estudos científicos, proteção ambiental e preservação dos recursos hídricos, contribuindo para a conservação da biodiversidade no bioma Mata Atlântica. Desde a década de 1980, também mantemos um Parque Ecológico, com uma concentração significativa de valores relativos à biodiversidade.

Complexo Serra da Farofa

Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual (RPPNe), localizada em Santa Catarina. É nossa maior RPPN, com quase 5.000 hectares de área remanescente da Mata Atlântica. Com florestas de araucárias e campos de altitude, abriga as nascentes dos rios Caveiras e Canoas. É destinada a pesquisas científicas, ao manejo de recursos naturais e à manutenção do equilíbrio climático e ecológico.

RPPN de Monte Alegre

Localizada na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, no Paraná, em uma área de 3.852 hectares, também é um espaço destinado à pesquisa científica e à proteção da biodiversidade local e dos recursos hídricos.

Parque ecológico

Criado na década de 1980, nosso Parque Ecológico Samuel Klabin está localizado na Fazenda Monte Alegre (PR), em uma área de 9.800 hectares. Seu objetivo é impulsionar atividades de conservação da biodiversidade, a reabilitação e o bem-estar dos animais e a preservação de espécies silvestres ameaçadas de extinção. O espaço também é voltado para o desenvolvimento de pesquisas científicas e o apoio a projetos de educação ambiental.

  • 91,6% da área do parque é formada de florestas naturais.
  • 180 exemplares de 50 espécies animais estão no parque.
  • Os recintos reproduzem o habitat dos animais, garantindo melhor qualidade de vida para cada indivíduo.
Clínica Veterinária do Parque Ecológico Klabin (PR). Foto: Eduardo Knapp.

Projeto Refauna apresenta primeiros resultados

Uma parceria entre o Parque Ecológico Klabin e o Projeto Refauna está mudando o cenário de extinção de antas no estado do Rio de Janeiro, que já durava mais de cem anos. Depois de receber três animais (uma fêmea e dois machos) em 2018, a Reserva de Guapiaçu registrou, em 2020, o nascimento do primeiro filhote.

O Parque Ecológico mantém projeto de reprodução de antas desde o final dos anos 1990. Os três animais enviados para o Rio de Janeiro, que nasceram no Parque entre 2000 e 2008, são da segunda geração do projeto.

Centro de Interpretação da Natureza

Nosso apoio a pesquisas voltadas à biodiversidade se fortaleceu com a inauguração do Centro de Interpretação da Natureza, em março de 2019. Localizado em ponto estratégico da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Complexo Serra da Farofa, em Santa Catarina, o espaço tem capacidade para alojar até 40 pesquisadores. A Unidade de Conservação é um importante local para o desenvolvimento de estudos, com mais de 570 espécies de flora e 357 de fauna identificadas ao longo de 5.000 hectares de Mata Atlântica e Campos de Altitude.

Em 2020, o Cinat foi premiado na 27ª edição do Programa Expressão de Ecologia na categoria Unidades de Conservação, recebendo o troféu Onda Verde, a maior premiação ambiental do Sul do Brasil.

No Painel ASG, veja indicadores 304-1, 304-2, 304-3 e 304-4 e outros relacionados ao tema material Biodiversidade.

Economia sustentável

Economia sustentável