Klabin - Relatório de Sustentabilidade 2016
Logomarca Klabin

RELATÓRIO DE
SUSTENTABILIDADE

2016

  -  

Sobre o
relatório


A publicação

(G4-28, G4-29, G4-30)

Esta é a 18ª edição do Relatório de Sustentabilidade que a Klabin publica anualmente. Voltado a parceiros de negócios, clientes, colaboradores, fornecedores, comunidade e acionistas, entre outros públicos de relacionamento da empresa, o documento reúne as principais informações sobre o desempenho da companhia no período compreendido entre 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016. Inclui iniciativas e fatos importantes para o negócio e para os stakeholders, práticas adotadas para a gestão dos temas relevantes, além de perspectivas para o futuro.

O relatório segue as diretrizes G4 (opção Essencial) da Global Reporting Initiative (GRI), organização multistakeholder que fornece diretrizes para a elaboração de relatórios de desempenho ambiental, econômico e social, reconhecidas internacionalmente. A metodologia permite comparar o desempenho de sustentabilidade entre empresas do mundo todo que adotam a GRI e acompanhar a evolução da gestão de sustentabilidade na empresa ao longo dos anos. (G4-32)

Organização
do conteúdo

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) que a Klabin apoia voluntariamente, e sua correspondência com os nove temas materiais contemplados no estudo de materialidade da empresa orientam a organização do conteúdo deste relatório.

No início de cada capítulo é possível visualizar quais ODS e temas materiais estão contemplados naquela seção e, ao longo da leitura, entender quais as iniciativas, formas de gestão e indicadores estão relacionados ao conteúdo abordado.

Os indicadores financeiros deste relatório referem-se a todas as unidades operacionais da Klabin no Brasil e na Argentina (Klabin S.A.). Já as informações sociais e ambientais contemplam apenas as operações do Brasil. As demonstrações contábeis, auditadas pela Pricewaterhouse Coopers, seguem os padrões brasileiros e as normas do International Financial Reporting Standards (IFRS), como determinam as instruções 457/07 e 485/10 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Eventuais revisões de dados publicados em outros anos estão sinalizadas e esclarecidas ao longo do Relatório. As informações contidas nesta publicação foram submetidas à verificação de auditores independentes da BSD Consulting. Clique aqui para consultar a Declaração de Garantia. (G4-17, G4-22, G4-33) 

Materialidade

Para este relato, foi utilizado estudo de materialidade elaborado em 2014, com os temas apontados como relevantes para a gestão da sustentabilidade na Klabin, no curto, médio e longo prazos. Apesar de ter previsto a atualização desse processo em 2016, a empresa avaliou que traria mais ganhos para o processo aprofundar a incorporação desses temas à gestão, tendo em vista que eles são um dos principais insumos para a Estratégia de Sustentabilidade da Klabin, cuja validação por parte da Diretoria se prolongou até o início de 2017.

Em 2016, os temas materiais e os objetivos e metas da Estratégia de Sustentabilidade foram os principais direcionadores para a o estudo da correlação da atuação da Klabin aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os resultados dessa correspondência orientam a organização do conteúdo deste relatório.

Matriz de materialidade

A matriz de materialidade da Klabin foi elaborada com o auxílio de uma consultoria externa, envolvendo seis etapas (G4-18, G4-24, G4-25, G4-26, G4-27):

1

Identificação de temas relevantes a partir da avaliação de documentos, pesquisas e relatórios internos e externos.

2

Identificação e priorização dos públicos estratégicos pela Comissão de Sustentabilidade

3

Consultas e priorização dos temas de acordo com indicações dos públicos consultados

4

Análise dos resultados

5

Validação dos resultados pela Comissão de Sustentabilidade e pela alta gestão da Klabin, levando em conta o alinhamento das informações coletadas com a estratégia da companhia.

6

Relatório final, detalhando o processo de materialidade e relacionando os resultados com as diretrizes da GRI G4.

Temas materiais e aspectos GRI

G4-19, G4-20, G4-21, G4-27

Aspecto GRI material

Tema material associado

Aspecto material dentro da organização?

Aspecto material fora da organização?

Desempenho econômico

Competitividade e resultados econômicos

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, especialistas, fornecedores, investidores e mídia)

Presença no mercado

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Impactos econômicos indiretos

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Práticas de compras

Abastecimento de madeira

Sim (todas as operações)

Sim (fornecedores e investidores)

Energia

Meio ambiente

Sim (todas as operações)

Não

Água

Meio ambiente

Sim (todas as operações)

Sim (especialistas)

Biodiversidade

Meio ambiente

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade e especialistas)

Efluentes e resíduos

Meio ambiente

Sim (todas as operações)

Sim (especialistas)

Avaliação ambiental de fornecedores

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Mecanismos de queixas e reclamações relativas a impactos ambientais

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Saúde e segurança no trabalho

Saúde e segurança de colaboradores diretos e indiretos

Sim (todas as operações)

Sim (clientes e fornecedores)

Avaliação de fornecedores em práticas trabalhistas

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Mecanismos de queixas e reclamações relativas a práticas trabalhistas

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Liberdade de associação e negociação coletiva

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Trabalho infantil

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Trabalho forçado ou análogo ao escravo

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Avaliação

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Avaliação de fornecedores em direitos humanos

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a direitos humanos

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídia)

Comunidades locais

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Concorrência desleal

Expansão dos negócios

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, especialistas e mídias)

Avaliação de fornecedores em impactos na sociedade

Certificações

Sim (todas as operações)

Sim (clientes, fornecedores e mídias)

Mecanismos de queixas e reclamações relacionadas a impactos na sociedade

Promoção do desenvolvimento local

Sim (todas as operações)

Sim (comunidade, especialistas, fornecedores e Poder Público)

Rotulagem de produtos e serviços

Satisfação dos clientes e qualidade do produto

Sim (todas as operações)

Sim (clientes e fornecedores)

EXPEDIENTE

Coordenação executiva Klabin: Gerência de Sustentabilidade e Comunicação
Consultoria GRI: Avesso Sustentabilidade
Projeto gráfico e conteúdo: BH Press Comunicação
Programação: Kairós Tecnologia
Fotografia: André Valentim, Marcio Bruno, Sergio Zacchi, Zig Koch
Vídeos: VBrand
Verificação externa: BSD Consulting